Pix: novas regras de uso noturno e lançamento de função saque e troco

Cidade Notícias

Compartilhe este post

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter

Desde que o Pix foi lançado, há pouco mais de um ano, o sistema de pagamentos instantâneos já evoluiu em diferentes aspectos, sobretudo em mudanças que visam dar mais segurança às operações. As alterações mais recentes foram anunciadas pelo Banco Central (BC) em uma instrução normativa, publicada no Diário Oficial da União na segunda-feira (22).

O período noturno para o uso limitado do Pix, de até R$ 1.000, pode iniciar a partir das 20h, como já vigorava desde 4 de outubro, como também a partir das 22h, segundo a instrução normativa. Em ambos os casos, o período noturno vai até às 6h do dia seguinte.

Essa definição de horário é feita pelo cliente, que também pode solicitar um limite de pagamentos e transferências acima de R$ 1.000 no período indicado. Contudo, agora as instituições financeiras têm até 48 horas para conceder esse aumento de limite.

Essas mudanças vêm na esteira de outras anunciadas recentemente pelo BC, como o bloqueio cautelar, que poderá ser efetuado quando a instituição financeira suspeitar de uma situação de fraude. Neste caso, os recursos da conta recebedora poderão ser bloqueados preventivamente, por até 72 horas.

A medida vai possibilitar que a instituição realize uma análise de fraude de forma mais robusta, aumentando a probabilidade de recuperação dos recursos pelos usuários pagadores vítimas de algum crime, explicou o BC.