Mortes por Covid-19 não é maior por causa da intervenção do estado, diz Vilas-Boas

Cidade Notícias

Compartilhe este post

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter

O médico e secretário Estadual de Saúde da Bahia, Fábio Vilas Boas, afirmou neste domingo(11), que o índice de mortes em Feira só não é maior por causa da intervenção do estado que teve que abrir dezenas de leitos’. Segundo Vilas Boas, Feira não tem gripário como na maioria dos municípios da Bahia.

“Feira não tem um gripário, não tem um pronto atendimento para as pessoas com sintomas da Covid, como todos os demais municípios da Bahia, o que aumentou muito o número de casos no município e fez com que as UTIs ficassem lotadas, as pessoas que têm a doença se misturam com as que não tem, as taxas estão mais elevadas que em outros locais., afirmou Vilas Boas”

Ainda de acordo com o secretário, “a Bahia é um exemplo, nós somos um estado que mais rápido aplica as vacinas entre todos os estados da federação, mas, infelizmente, não recebemos vacina o suficiente da União, para vacinar a população na velocidade que gostaríamos e, principalmente na segunda dose, faço um apelo para que todos retornem para tomar”.

Disse ainda que, o Lacen já possui um serviço de pesquisa e estudo sobre o caso, mas, até o momento, não foi identificada a presença da variante indiana e delta no estado. “O estado segue com o foco na intensificação da vacinação contra a doença”, afirmou.

Feira de Santana já possui registrados 47.127 casos positivos de Covid-19 desde o início da pandemia, e atualmente possui 283 casos ativos da doença, e 882 vítimas fatais do coronavírus.