Cantor feirense grava jingle oficial da campanha de Leila Pereira para presidente do Palmeiras

Cidade Notícias

Compartilhe este post

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter

Na noite desta segunda-feira(16), o cantor feirense Marlon Goes divulgou o clipe oficial de Leila Pereira para Presidente do Palmeiras com o jingle da campanha. Marlon Goes é torcedor do Palmeiras e vem fazendo o maior sucesso compondo hits e sucessos para o verdão.

“Prazer imenso de fazer parte de mais um projeto ao lado da Tia Leila, obrigado pela confiança e oportunidade de realizar esse lindo trabalho! Desejamos uma ótima eleição, estamos juntos pela mesma paixão!”, afirmou Marlon.

A eleição para a próxima diretoria do Palmeiras acontece no fim deste ano. Maurício Galiotte não poderá se reeleger. O mandato no clube alviverde é de três anos.

Principal patrocinadora do Palmeiras e presidente da Crefisa e da FAM (Faculdade das Américas), a empresária Leila Pereira confirmou oficialmente nesta segunda-feira que será candidata à presidência do clube alviverde no próximo pleito. O anúncio foi feito em suas redes sociais.

Em vídeo gravado durante um evento, Leila aparece com uma roupa verde e branca, as cores do Palmeiras, e divulga que será concorrente nas próximas eleições. “Olá, pessoal. Hoje estou numa noite muito especial. Daqui a pouco estarei com alguns companheiros onde anunciaremos oficialmente a minha candidatura a presidente da Sociedade Esportiva Palmeiras”, declarou.

“Eu sei que é uma responsabilidade muito grande, mas eu estou preparada. Estou preparada para fazer o melhor para o nosso clube. Podem acreditar. Olha, gente… Juntos pela mesma paixão. Avanti, Palestra!”, completou a patrocinadora. Ao fundo, é possível observar que o slogan de sua campanha já está preparado: ‘Leila para Presidente – Juntos pela mesma paixão’.

Apesar de comunicar sua candidatura, pouco ainda se sabe sobre a gestão que Leila teria no Palmeiras, como os diretores que a acompanhariam. A empresária patrocina o time paulista desde 2015 e já teve alguns atritos internos. Rompeu com o então presidente Paulo Nobre após o título do Brasileirão de 2016 e hoje seria a sucessora ‘natural’ para a vaga de Maurício Galiotte. Hoje ela é conselheira do clube, recém-eleita com 387 votos, mais dos que os 247 de 2017.