Em jogo com polêmicas, Bahia empata com o Cuiabá e segue no Z-4 do Brasileirão

Cidade Notícias

Compartilhe este post

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter

O Bahia poderia ter terminado o domingo (21) fora da zona de rebaixamento da Série A do Brasileirão, mas não foi o que aconteceu. Na Arena Fonte Nova, o Tricolor não fez uma de suas melhores exibições e ficou no 0 a 0 com o Cuiabá. O ponto conquistado mantém o Esquadrão na 17ª colocação, com 37 pontos, enquanto o Juventude, 16º, tem 39.

O confronto na Fonte Nova teve, mais uma vez, polêmicas em relação à arbitragem. Dessa vez, porém, quem ficou na bronca foi o adversário do Bahia. O Cuiabá teve dois gols anulados, um por impedimento e um por falta em Nino Paraíba. Os jogadores do Dourado reclamaram bastante dos lances. 

“Pelo visto teremos que fazer três gols para valer um”, disse Jenison, autor de um dos gols, durante o intervalo. 

A equipe treinada por Guto Ferreira volta a campo na próxima sexta-feira (26), em mais um jogo decisivo. Enfrenta o Grêmio, novamente na Fonte Nova, em duelo adiantado pela 36ª rodada. 

O JOGO O Bahia teve sua primeira chance aos 13 minutos. Lucas Mugni tabelou com Rodallega e chutou de fora da área. A bola passou por cima do gol.  O Cuiabá respondeu com muito perigo aos 17. Após sobra de escanteio, Max mandou uma bomba de primeira que raspou a trave de Danilo Fernandes. O meia tentou novamente no minuto seguinte. Deu uma bela caneta em Mugni e mandou de esquerda. Dessa vez, mais longe.  Aos 19 minutos, o Esquadrão conseguiu trabalhar bem a bola pela primeira vez na partida. Juninho Capixaba encontrou Raí na entrada da área, e o atacante chutou colocado, em cima de Walter.  Gols anulados Uma desatenção na defesa tricolor quase cobrou o preço aos 20. Felipe Marques recebeu um ótimo passe nas costas de Nino Paraíba, invadiu a área e encontrou Max livre no meio para abrir o placar na Fonte Nova. Felipe, no entanto, estava impedido na origem da jogada.  Aos 38, outro gol anulado do Cuiabá. João Lucas cruzou na medida para Jenison cabecear para o fundo das redes. O árbitro Raphael Claus anotou falta do centroavante em cima de Nino Paraíba.  O Dourado não se abateu e seguiu intimidando o Tricolor. Jenison, de novo, cabeceou com perigo por cima do gol de Danilo Fernandes após cruzamento de Rafael Gava, aos 42 minutos.  Segundo tempo A etapa final começou morna, com as duas equipes tendo dificuldades para criar. Somente aos 18 minutos o Bahia conseguiu um lance mais efetivo. Nino Paraíba avançou pela direita, cruzou na área e Rodallega tentou de bicicleta. A bola explodiu em Paulão, impossibilitando o golaço.  As mudanças feitas por Guto, especialmente as entradas de Rossi e Rodriguinho, fizeram a diferença no ritmo da partida. O camisa 7 assustou aos 25, com chute de longe. Walter caiu para fazer uma difícil defesa. Na sequência, o camisa 10 cobrou escanteio na boca do gol, mas faltou um pé para empurrar a bola para dentro.  Aos 47 minutos, veio a chance de ouro. Rossi arrumou um cruzamento perfeito para Rodallega, que, de cabeça, carimbou o travessão. Um lamento para o torcedor. Aos 49, Rodriguinho girou bonito na entrada da área e mandou de esquerda por cima do gol. Nada adiantou, e o Bahia empatou.  FICHA TÉCNICA Resultado: Bahia x Cuiabá Campeonato Brasileiro – 34ª rodada Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA) Data: 20/11/2021 (domingo) Horário: 19h Árbitro: Raphael Claus (SP)  Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Neuza Ines Back (ambos de SP) VAR: Jose Claudio Rocha Filho (SP) Cartão amarelo: Juninho Capixaba (Bahia) Público pagante: 19.790 pessoas Público total: 19.947 pessoas Renda: R$ 413.759,50 Bahia: Danilo Fernandes; Nino Paraíba, Conti, Luiz Otávio (Gustavo Henrique) e Matheus Bahia; Patrick, Mugni (Ronaldo) e Daniel (Rodriguinho); Raí (Rossi), Juninho Capixaba e Rodallega. Cuiabá: Walter; João Lucas, Paulão, Alan Empereur e Uendel; Camilo, Pepê (Anderson Conceição) e Rafael Gava (Uillian Correia); Felipe Marques (Lucas Hernández), Max (Jonathan Cafu) e Jenison (Elton).