PEC para aumentar cadeiras no STF tem poucas chances de aprovação no plenário da Câmara

Cidade Notícias

Compartilhe este post

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter

A articulação de deputados bolsonaristas e do Centrão para retomar o debate de uma PEC que aumenta de 11 para 15 o número de ministros do STF, como resposta à suspensão do chamado orçamento secreto pela Corte, tem chances de vitória na CCJ, diz a Crusoé.

No entanto, de acordo com informações do site O Antagonista, a proposta dificilmente irá prosperar no plenário. A CCJ, de maioria governista, tem força para aprovar medidas polêmicas, só que o projeto dificilmente obteria apoio de 308 deputados, número necessário para aprovar alterações na Constituição.

“A intenção dos bolsonaristas ao propor o aumento no número de cadeiras do STF é a de que o governo obtenha controle sobre a corte. Nesse caso, Jair Bolsonaro poderia indicar mais quatro integrantes para o tribunal”.